quarta-feira, 11 de maio de 2011

meu sorriso, minha decepção, mas para sempre minha inspiração.

Eu me ajoelho, ignoro a dor que sinto quando toco o chão frio. Junto minhas mãos e com lágrimas caindo sem parar, com o coração desesperado eu vou em busca de ajuda. Eu começo a recitar aquelas palavras tão conhecidas por mim e pelo meu coração, ignorando a dor que eu sinto bem no fundo. E com todo o coração eu peço por forças, por luz. Eu peço que nunca me deixe desistir, que me mantenha forte, que esteja comigo. Eu imploro por ajuda, imploro por algo que reconstrua tudo aquilo que está quebrado. Eu fecho os olhos e me calo por alguns segundos. “Por favor”, eu digo em meio a milhões de pensamentos. É a unica saída que eu tenho, a única que me resta, a única pessoa com quem eu posso realmente contar. Em meio as lágrimas, eu adormeço. E sempre quando eu estou prestes a cair no inconsciente, eu sou capaz de sentir uma força enxugando as minhas lágrimas, um pequeno sussuro que diz: “eu estou aqui”.

Olá meninas (: quanto tempo sem aparecer por aqui, né? É que eu estava sem internet. Mas já to de volta, e se vocês comentarem sempre, vou postar meus textos todos os dias.
Larissa Mattos.

Um comentário:

  1. que bom que está de volta, seus textos são lindos sempre.

    ResponderExcluir

Lembre-se, quando escrevemos um post, esperamos um comentário construtivo, com sua opinião sobre o assunto :*